quinta-feira, 14 de abril de 2011

Entenda mais sobre constipação intestinal

Sabia que problemas intestinais como "intestino preso" afeta 15% dos brasileitos, sendo 75% mulheres?
Tudo isso porque elas tem digestão e trânsito intestinal naturalmente mais lentos, por questões hormonais. Mas o principal motivo para a diferença é cultural. Como as mulheres são educadas desde cedo a não evacuar e nem soltar gases em locais "inapropriados", muitas desenvolvem a chamada síndrome da obstrução de saída.

Muitas pessoas não entendem bem as razões para o seu organismo não funcionar muito bem e procuram um gastroenterologista para saber o que fazer, outros já acham que é um 'problema' sem solução, por pura falta de informação e continua com dores, inchaço na barriga, gases e até mau humor.
Muitos médicos receitam remedios, laxantes, mas muitas vezes podem agravar a situação. O efeito do laxante parece com o de uma diarréia, o que significa que, após a eliminação de tudo o que estava no intestino, é natural que o corpo precise de alguns dias para produzir novas fezes. O paciente então entra em um círculo vicioso: toma laxante, porque acha que tem o intestino preso; e fica com o intestino preso, porque toma laxante!

Uma nota importantíssima é que não é porque não consegues evacuar todos os dias que sofre de prisão de ventre.
A prisão de ventre é caracterizada por uma diminuição da frequência de evacuações acompanhada por fezes ressecadas e endurecidas. Mas só tem a doença quem vai ao banheiro menos de três vezes por semana. Uma outra boa referência para identificar se há ou não a constipação é o tipo de fezes, que normalmente precisam ser pastosas, não-fragmentadas e umedecidas.
Os sintomas mais importantes e comuns da prisão de ventre são dores ao evacuar, sangramento causado pelas fezes endurecidas e sensação de evacuação incompleta.

 Se a pessoa deixa de evacuar quando o corpo pede, a vontade passa e as fezes ficam mais tempo do que deveriam no intestino grosso. O bolo fecal perde água, resseca, endurece e aí fica difícil de ser eliminado. Com o tempo, o hábito de contrair-se, mesmo antes de ter a vontade de ir ao banheiro, inibe o reflexo espontâneo de abertura do ânus e esta ação involuntária desaparece, tornando a evacuação cada vez mais difícil.

Alguns alimentos melhoram muito o funcionamento do intestino, especialmente aqueles ricos em fibras insolúveis (ou seja, cereais integrais, como aveia, trigo, pães, massas e arroz). Eles atuam como laxantes naturais. Como retêm líquidos, essas fibras atuam no intestino grosso aumentando o volume e diminuindo a consistência das fezes, o que favorece o trânsito intestinal e, conseqüentemente, a evacuação. A quantidade necessária de fibras alimentares recomendada ao ser humano é de 25 a 40 gramas por dia, sendo 70% de fibra insolúvel e 30% de fibra solúvel (encontrada especialmente em frutas e verduras).

Outros alimentos ricos em fibras são os alimentos oleaginosos (avelã, amêndoa e noz) e sementes (gergelim e frutas). Mas atenção: o consumo excessivo de fibras também pode ser prejudicial à saúde.

Pratique exercícios que também ajuda muito na melhora. Pelo menos três vezes por semana, pois estimula os movimentos do intestino. Alimente-se bem, beba bastante água e nada de segurar quando sentir vontade.

Para saber mais sobre o assunto, leia em Viva Saúde

2 comentários:

A Ovelha disse...

Olá!
parabens pelo blog! conheci atraves do twitter e gostei mto, ja estou t seguindo!
conheça o meu tbm:
www.ovelhaajeitada.blospot.com
bjocas da ovelha

Juliana Costa disse...

Ótimas dicas!

Adorei o Blog :D

Beijoooss

http://curiosidadefashion.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...