quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Como cuidar da pele contra os raios ultra-violetas

Cuidado com a nossa pele nunca é demais não é mesmo? Principalmente hoje em dia em que o Sol parece que anda muito mais forte.

A radiação solar (raios ultra-violetas) é de extrema importância para a preservação do calor, mas por conta dos buracos que temos na camada de ozônio hoje, a exposição exagerada ao Sol pode causar danos à pele como o câncer de pele.

Essa radiação é dividida UVA, UVB e UVC, sendo que os dois primeiros espectros de onda são causadores de tumores, queimadura solar e envelhecimento cutâneo. As variações dos índices de RUV dependem da existência de nuvens na atmosfera, posição geográfica, sazonalidade e hora do dia. Entre 10 horas e 14 horas as radiações são mais lesivas a pele, devido a maior quantidade de UVB e UVA.


Mas não é apenas o Sol que acarreta um possível câncer de pele, e também a exposição ao arsênico, a radiação ionizante, úlceras crônicas e doenças genéticas da pele. Mesmo assim temos que tomar cuidado com esta exposição, principalmente sem proteção (filtro solar). Estima-se que até os 21 anos uma pessoa já tenha tomado 80% de todo o sol que deveria tomar durante a sua vida.

Quer saber como reconhecer um câncer de pele? Fique atento a vermelhidões na pele que vem descascando e aumentando de tamanho, se não cicatriza ou sangram. Se tiver muitas pintas, fique de olho também se elas não estão aumentando.
As mais perigosas apresentam mais de 0,5 cm de diâmetro. A mudança de coloração da pinta, com a presença de várias cores numa mesma lesão, assim como a irregularidade da borda e a assimetria também devem ser observadas. A história familiar de câncer da pele também deve ser levada em consideração.



  • Criar o hábito do uso do protetor solar, iniciando na infância. A partir dos seis meses de idade, os protetores podem ser usados. 

  • O protetor solar com FPS 15 deve ser utilizado diariamente, a cada 4 horas. No caso da exposição intensa ao sol (praia, piscina, parques etc.) a aplicação deve ser feita a cada 2 horas. E reaplicado logo após o contato com a água ou quando ocorre uma sudorese intensa.
  • Aplicar o protetor solar 20 minutos antes da exposição ao sol.
  •  O uso de óculos escuros ajuda na prevenção da catarata desencadeada pela RUV. 
  • O uso de roupas apropriadas e chapéus ajudam na proteção ao sol.
  • Respeitar os horários mais apropriados para a exposição solar: até as 10 horas ou após as 16 horas. Não se esqueça de levar em conta o horário de verão.
  • Evitar o uso de perfumes, cremes hidratantes e contato com limão antes de ir à praia ou piscina, porque estes podem desencadear queimaduras.

Cuide-se e aproveite o Sol no verão com consciência.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...